Memória é Deriva
Estudos Sobre a Hierarquia da Memória: Experimentações em Geopoética

 

Memória é deriva I e II“, 2017,  fazem parte do projeto de graduação da artista “Zona Intangible”.  A série “Estudos Sobre a Hierarquia da Memória: experimentações em geopoética” trata-se de um exercício em geopoética que explora formas de habitar a terra sensível e inteligentemente. Assim, buscando mapear os fluxos das emoções ligadas a determinados lugares por onde a artista passou durante um processo de deslocamento do Brasil até o Peru, mescla distintas lugares físicos e da memória em um mesmo plano bidimensional.  Cada desenho é composto por fragmentos, construído por diferentes camadas de distintas áreas geográficas arranjados em uma mesma superfície. O resultado final de cada trabalho da série está relacionado à hierarquia da memória, que não respeita qualquer ordem específica e pode ser ajustada de acordo com certas conveniências particulares. Se apresenta, então, como uma paisagem híbrida: imaginária mas também composta por elementos do mundo real, como quem dúvida da fidelidade dos processos da memória, que se dão por camadas e aglomeram lugares, pessoas, acontecimentos e sensações dentro da gente, como uma forma de constelação.
Memória é deriva: nunca se sabe onde ela vai nos levar.